Espetáculos

O Bizarro Sonho de Steven


Susxto, H.C.R (o aleijado) e Srta. Puta são três seres que compõem um só corpo, um corpo doente, o que remete a sociedade planetária em crise. Sobrevivem numa atmosfera onírica, na fronteira do real e do irreal, querem se libertar das opressões psico-sociais e buscam qualquer saída. Convivem entre encontros e desencontros. Vivem no limite: loucos, descomedidos, descontrolados ao mesmo tempo em que são racionais. O sarcasmo, a sátira e a violência são recursos presentes na trama contra a mesquinhez, o egoísmo e o individualismo inútil. O BIZARRO SONHO DE STEVEN mostra o lado torcido do ser humano que sobrevive no mundo real, como mero consumidor passivo de mensagens. O mundo utópico e bizarro criado na peça aponta a precariedade do meio, do humano, levando atores e público a convivência extrema.


Saiba mais clicando aqui!






A ida ao Teatro
Direção: O Grupo
O que pode alterar a rotina de um casal? Ir ao Teatro?            
Vivendo sob o mesmo teto há anos... Fazendo sempre as mesmas coisas... Discutindo sempre em torno das mesmas questões... O casal vê-se repentinamente diante de algo que pode alterar sua relação tediosa.
A ida ao Teatro é uma divertida história de Karl Valentin, adaptada pelo Grupo de Teatro “Facetas, Mutretas e Outras Histórias...” onde as cobranças mútuas e as frustrações da vida conjugal são colocadas em questionamento, levando o espectador ao riso e a reflexão sobre a teia das relações humanas.



(Des)Vivências (Dança Contemporânea)


Direção: Giovanna Araújo

Desejos impedidos, frustrados, apagados. Vidas vividas em realidades criadas e impostas, pelo próprio ser, que o anula e mata.  À vontade e a verdade individual passa a ser a do outro. Vive-se o que já está posto. Os desejos vão sendo embrulhados pela realidade construída pelas frustrações que matam o ser interior e o deixam com uma vida exterior cada vez mais morta.



Brincantes do Boi


Direção: Enio Cavalcante


Uma leve comédia que adentra no universo popular do Boi de Reis para falar de quatro personagens: Birico, Mateus, Catirina e o Mestre. A investigação do grupo foi além da brincadeira do boi para descobrir esses brincantes dentro de cada um de nós. Tendo como foco a historia do ritual do boi em que Matheus arranca a língua do anima para saciar o desejo de Catirina, sua esposa. Esta atitude leva a dupla de brincantes à aventuras divertidas para salvar  suas vidas da ira do Capitão. O grupo desenvolveu a partir de improvisações o texto “Brincantes do Boi” que tem o objetivo de através do imaginário popular levar uma mensagem de que com fé é possível renascer e começar uma vida nova.



Sete


Direção: Monique Oliveira

Tem como tema as ambições humanas que permeiam as relações sociais desde o principio dos tempos e em todas as formações culturais. A dramaturgia é baseada em contos da literatura brasileira contemporânea. Os atores narram às histórias personificando os sete pecados da humanidade por meio de monólogos, diálogos e interações cênicas.






A Feira


direção: Rodrigo Bico

O cotidiano de uma família sertaneja em seu local de trabalho, a feira, mistura-se a luta diária de outros trabalhadores. Tendo a cultura popular como pano de fundo, a peça vai revelando costumes, crenças e tradições do povo potiguar. 







Blitz em Saúde
Direção: Enio Cavalcante e Rodrigo Bico


Esquete teatral realizada em parceria com a ONG Coletivo Leila Diniz e apresentada nos postos de saúde de Natal no segundo semestre de 2011.